JF Sabor: confira como foi a abertura da edição Lanches e Sanduíches

Hoje (28 de agosto) a equipe Gastrour foi convidada para participar do evento de abertura do JF Sabor – Lanches. A edição deste ano foi apresentada de forma inédita, se apresentando em 5 eventos ao longo do ano, cada um em uma categoria diferente. O evento é organizado pela Abrasel. O evento, que iniciou hoje, vai até o dia 13 de setembro.

A presidente da Abrasel, Carla Simone, conta um pouco sobre esta edição:

“O Jf sabor já é um evento consagrado, é o 15º ano e este ano é uma novidade. A gente dividiu o Jf Sabor em setores. A primeira versão foi de petiscos, a segunda versão pizzas e massas e a terceira versão agora, que é a de lanches e sanduíches. A quarta, que é a Gran Finale, pratos e sobremesas. Neste ano nós resolvemos dividir em temas. O tema deste ano é a cultura Afro-Brasileira, porque são culturas que influenciaram na gastronomia de Juiz de Fora. A proposta é usar ingredientes típicos: carnes, pimentas e os participantes tem que trabalhar de maneira criativa.”

O evento de hoje foi fechado ao público, com os participantes limitados aos jurados e imprensa. Dentre as casas que apresentaram sues pratos, a Das Haus apresenta uma mistura ousada: o BurguerTruz de Oxum é composto por pão de feijão, hambúrguer de avestruz com muçarela de búfala, broto de rúcula, farofa de bacon e chips de raízes africanas. O Chef Caíque explica alguns detalhes do prato: “Estudamos e procuramos todos os ingredientes afro que fizeram a culinária brasileira e também as carnes. Nesta edição, feijão e carne de avestruz estão fazendo a grande diferença no prato.”

A pimenta e a batata doce estavam presentes em quase todos os pratos, seguidos de perto pelo feijão. A forte presença de ingredientes que remetem à nossa cultura afro-brasileira fizeram toda a diferença para os lanches se tornarem únicos e especiais.

A Assunta, apresenta o African Burguer, composto por um hambúrguer blend de cordeiro grelhado na brasa de 160 gramas, pão artesanal, muçarela de búfala, cebola roxa reduzida na rapadura e folhas de rúcula, acompanhado de batata doce rústica com flor de sal defumada e barbecue de goiaba. O chef Marcelo explica as escolhas do blend de carne de cordeiro com fraldinha: “O blend é a mistura de duas carnes, seja ela do mesmo animal ou não. É muito utilizada na cozinha italiana. Geralmente esses pratos fazem a mistura de uma carne suína com uma carne bovina. O cordeiro é uma carne nobre por ter um sabor acentuado ela sobressai na fraldinha.”

A Maxi Pão apresenta o Sanduíche Afromaxi, com pão ciabata, picanha suína, chutney de abacaxi, cebola roxa, molho agridoce e queijo coalho acompanhado por chips de batata doce. O Chef explica: “Nós tentamos trazer uma explosão de sabores com uma proposta agridoce. Como o tema é africano, nada melhor do que uma carne suína e batata doce.”

A Savoir-Faire apresenta um prato exótico e muito saboroso: hambúrguer de pato confitado, com tomates assados, agrião e barbecue de curry no pão de inhame, acompanhado por canoas de batata doce grelhada e vinagrete de jiló, que por incrível que pareça, foi uma das partes mais surpreendentes e saborosas do prato. Gabriel, Chef do Savoir-Faire, conta sobre a escolha da carne: “nesta carne só tem carne, sal e pimenta, utilizamos 100% carne de pato. Quanto ao jiló, o pessoal tem muito estigma com o gosto amargo. Nós utilizamos uma técnica de deixar ele de molho e utilizar outros ingredientes para diminuir este sabor.”

O São Bartolomeu inovou no recheio e apresentou o Feijoada Burguer, com pão artesanal de mandioca, crispy de couve e carne seca, geleia de laranja com pimenta e um impressionante bife de feijoada. O Chef explica o desafio de criar o hambúrguer: “Realmente é difícil, o desafio proposto foi esse, dentro do tema desta edição do JF Sabor. Queríamos dar a cara do Bartô, que é uma cara irreverente, próxima da juventude com um prato tão arraigado na cultura brasileira. Nós temos esse desafio de convencer os paladares de que é possível comer um hambúrguer de feijoada.”

A Boom panquecas apresenta o Iorubá, uma moqueca de peixe e camarão salteados em azeite de dendê envolta em massa de panqueca e coberta com molho de leite de coco, mel, gengibre e gratinado de coco ralado, acompanhado de geleia de pimenta malagueta. A Chef Jéssica conta sobre o processo de criação: “O prato foi criado através de um trabalho sobre a culinária africana, referência de ingredientes. O nome da panqueca se refere a um dos povos que mais veio da África pra cá. Nós criamos um prato misturando ingredientes afro-brasileiros.”

A Sapore apresentou uma receita inovadora: o Kalahari é uma massa fina artesanal recheada com tomate, muçarela de búfala e dendê coberto com queijo gratinado e mistura especial de ervas, acompanhado de geleia de pimenta. O Chef Alexandre fala sobre o prato: “Como o tema desta edição foi lanches, escolhemos o Calzone. Utilizamos abóbora e carne seca no recheio da massa. O povo africano na cozinha gostava de misturar sabores.”

Você pode conferir mais informações no site do evento clicando aqui.

Confira abaixo a galeria de fotos do evento:

Fotografia: Raquel Costa

Cobertura: Celso Soares

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s